terça-feira, 19 de junho de 2018

"Quiquiriqui", um livro de Marisa Núñez

"Quiquiriqui"
Texto de Marisa Núñez e ilustração de Helga  Bansch
Editado pela OQO em 2006


Quiquiriqui é um pintainho que vive feliz com a mãe. Um dia, a Mamã Galinha vai fazer um bolo e o pintainho oferece-se para ir buscar lenha para acender o forno. 
Quando está em plena acção, aparece um gato enorme e malvado que o quer comer; mas o Quiquiriqui consegue salvar a vida prometendo-lhe metade do lanche. Uma vez passado o perigo, o guloso do Quiquiriqui esquece o pacto e come o bolo inteiro. 
A mamã zanga-se: "Vai chegar o Gato Pelado e vai comer-te num só bocado!". Nisto ouve-se um barulho na porta: é o Gato Pelado que vem buscar a sua metade do bolo...



Quiquiriqui é uma adaptação livre de um conto tradicional birmanês que fala sobre a necessidade de prestar atenção aos bons conselhos, da importância de cumprir as promessas e da dificuldade que aprender a partilhar implica.

O pintainho provoca a fúria do gato ao não deixar-lhe nada para lanchar, mas a compreensiva Mamã Galinha protegerá o seu pequenino, ajudando-o a sair deste mau bocado e dando-lhe outra oportunidade de aprender a lição.


Livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura para Educação Pré-Escolar


Obra disponível na rede de Bibliotecas do concelho de Arganil
Boas Leituras!

segunda-feira, 18 de junho de 2018

"A porta", um livro de José Fanha


"A porta"
Texto de José Fanha e ilustrações de Mónica Cid
Editado pela Gailivro em 2014 (2ªed.)

"Um menino e os pais chegam, de malas feitas, a uma casa nova. 
Mas a casa nova não tem em paredes, nem tecto, nem nada. 
Apenas uma porta.

- Uma porta é um bom começo! - disse logo o pai que era um sonhador. 
Mas a mãe ficou muito aflita. - E onde é que está a cozinha, a sala, o quarto?!
Tudo estava por inventar naquela casa que ainda só tinha uma porta.


No entanto, essa não era uma porta vulgar. Abria para um mundo mágico onde viviam e vivem os novos vizinhos: o Grande Espinafre, a Bruxonauta, a Princesa Princesinha e o Xico Parafuso
Gente muito invulgar mas cheia de vontade de ajudar, embora nem sempre essas ajudas resultem da melhor maneira. Basta lembrar os bruxedos falhados da Bruxonauta, das tentativas do Xico Parafuso de pregar as pessoas ao chão e os ponteiros ao relógio, ou do esparguete que não pára de crescer na horta do Grande Espinafre.

É assim que, de um lado e do outro da porta, se confrontam como dois espelhos a realidade que se mostra pouco real e a magia que alarga e ameniza o mundo. Entre os dois, a casa vai crescendo como um espaço caloroso onde cabe a amizade, o amor e o sonho, ou seja, a grande aventura da vida."

Fonte: contracapa do livro



Livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura para o 6º ano de escolaridade

Obra disponível na rede de Bibliotecas do concelho de Arganil
Boas leituras!

sexta-feira, 15 de junho de 2018

"O Regresso da Cadela Cem-à-Hora", um livro de Jeremy Strong

"O Regresso da Cadela Cem-à-Hora"
Texto de Jeremy Strong e ilustrações de Rowan Clifford
Editado pela Civilização em 2009

A Flecha ficou tão surpreendida que saltou como se tivesse molas nas patas.

Poing! Poing!

A Flecha corre como um furacão, o que poderá causar confusão quando ela participa na exposição canina local. 
Ela vai ter de se sair bem, senão vai ser o cabo dos trabalhos com a polícia… e o Tomás irá meter-se em sarilhos com o horroroso Carlinhos Peraltaoutra vez!


Obra disponível na rede de Bibliotecas do concelho de Arganil
Boas leituras!

quinta-feira, 14 de junho de 2018

"A Cadela Cem-à-Hora", um livro de Jeremy Strong

"A Cadela Cem-à-Hora"
Texto de Jeremy Strong e ilustrações de Rowan Clifford
Editado pela Civilização em 2009


Uma história repleta de humor, contada na primeira pessoa. A mãe do Trevor paga-lhe para passear a cadela Streaker todos os dias durante as férias. Mas a Streaker não é uma cadela qualquer. É um foguete de quatro patas com latidos incluídos! O Trevor tem até ao fim das férias para a treinar, caso contrário perde a aposta que fez com o horroroso Charlie Smugg.
Que poderá o Trevor fazer para travar a cadela a cem à hora?


Um dos livros mais divertidos de sempre!



O Autor:


Jeremy Strong nasceu em 1949 em Londres e licenciou-se em Inglês na Universidade de York. Seguiu a carreira de professor mas deixou a profissão em 1991 para se dedicar à escrita. Vive em Somerset.

Fonte: Bertrand





Obra disponível na rede de Bibliotecas do concelho de Arganil
Boas Leituras!

quarta-feira, 13 de junho de 2018

"Um concurso de moda para a Stella", um livro de Regina Bizzi

"Um concurso de moda para a Stella"
Texto de Regina Bizzi
Editado pela Civilização em 2009

Uma nova colecção de histórias ilustradas, perfeitas para jovens leitores. Cada livro tem uma história de amor inédita, cujos protagonistas são uma Winx e o seu namorado heróico.

A Stella quer ganhar um concurso de moda, e uma misteriosa rapariga intromete-se entre ela e o Brandon. Mas o final guarda uma surpresa…

Fonte: contracapa do livro

Obra disponivel na rede de Bibliotecas do concelho de Arganil
Boas Leituras!

"A Lesma Constipada", um livro de Bruno Santos

"A Lesma Constipada"
Texto de Bruno Santos
Editado pela Texto Editores em 2007

Devemos sempre desejar tudo. Podemos nunca vir a ter o que queremos ou mesmo perder tudo o que temos neste momento em mãos, mas devemos sempre tentar agarrar as estrelas. Ficamos assim com um sabor de céu no céu-da-boca. Apesar de poder sonhar com um lugar igual ao do universo escondido na casca de um caracol, a mais constipada lesma deseja sempre mais. Tudo maior, tudo o que faça sombra ao que é demasiado pequenino e apertado. Tudo quer e tudo pode vir a perder, a lesma que espirra, constipada, mas o brilho que fica nos olhos depois de desejarmos o Universo inteiro, esse ninguém lho tira...

Fonte: contracapa do livro


Livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura para o 1º ano de escolaridade

Obra disponível na rede de Bibliotecas do concelho de Arganil
Boas leituras!

sexta-feira, 8 de junho de 2018

"Caracolito Lito", um livro de Manuela Ribeiro

"Caracolito Lito"
Texto de Manuela Ribeiro e ilustrações de São Passos
Editado pela Textiverso em 2018

Começa assim:

"A dona Caracoleta Leta e o senhor Caracol Pauzinhos ao Sol
viviam muito felizes, no canteiro do jardim,
com o seu filho Caracolito Lito.

Certa tarde em que os pais dormitavam tranquilamente na erva, após o almoço, o Caracolito Lito resolveu subir pelo pé de uma roseira e, aproveitando a aragem suave que soprava, pôs-se a andar de baloiço numa das folhas mais baixas.
Foi então que, ao olhar para cima,
 reparou que, lá no alto,
as folhas pareciam ainda mais verdes,
tenras
e apetitosas.


“Tenho fome”, disse para consigo. “ E que tal se eu fosse merendar?”
Fonte: interior do livro



Obra disponível na rede de Bibliotecas do concelho de Arganil
Boas leituras!